Marcelo d'Amorim, Fevereiro de 2019

Tomei a decisão de escrever este documento após (i) perceber alguns alunos entrando na pós-graduação sem muita noção sobre o significado de uma pós acadêmica e (ii) sobre como escolher um orientador.

Alguns dos comentários abaixo revelam o estilo de pesquisa adotado dentro do nosso grupo, portanto, é leitura essencial para alunos que queiram trabalhar conosco. Ou seja, ajuda a esclarecer o item (ii).

Sobre dedicação. Apenas oriento alunos com dedicação exclusiva.

Sobre bolsa. Ao se inscrever no CIn/UFPE, o aluno indica seu desejo por uma bolsa. A bolsa será oferecida ao aluno dependendo de sua classificação. A FACEPE também oferece bolsas. Neste caso, entretanto, quem solicita a bolsa é o professor. Note que não há garantia de se conseguir bolsas. Importante destacar que sou bastante favorável aos estágios de verão em instituições *de pesquisa*. Estes estágios, mais comuns para alunos de doutorado, podem ajudar a custear as despesas do aluno.

Sobre o tema do pré-projeto. É muito comum ver um aluno escolhendo orientador em função do tema do pré-projeto. O tema do pré-projeto deve ser encarado mais como uma tema de uma redação que como um contrato sobre o que se deve fazer durante a pesquisa. Ele é apenas um elemento-pequeno-na tomada de decisão. O tema do pré-projeto, via de regra, não reflete adequadamente o possível impacto e desafios do projeto e os interesses de pesquisa do orientador e do seu grupo.

Sobre a escolha do orientador. Decidir fazer mestrado ou doutorado acadêmico é uma decisão séria. Para o doutorado, em especial, são quatro anos de trabalho e um contato para toda a carreira. Portanto, faça um trabalho cuidadoso na busca pelo seu orientador. Por exemplo, procure conversar com alunos e ex-alunos do grupo para entender a forma de trabalho antes de tomar uma decisão. Tente compreender, mesmo que superficialmente, os trabalhos recentes do seu orientador em potencial olhando sua página; você deve ser capaz de encontrar a página dele apenas colocando o nome dele no Google. Procure saber quão ativo o seu candidato a orientador é na sua área de interesse; o site csrankings oferece um serviço formidável para isto. Selecione Ranking=“South America” e marque apenas “Software Engineering” como área. Caso, depois de fazer este levantamento, você acreditar que seu perfil combina com o perfil do orientador, envie seu CV, histórico escolar, e, se possível, cartas de recomendação. Tente iniciar contato o mais cedo possível.

Sobre interesses do grupo.  O interesse de pesquisa do nosso grupo é prevenir, encontrar, diagnosticar, e corrigir erros e vulnerabilidades em software. Nós estamos abertos a uma variedade de problemas e soluções dentro deste contexto. Você pode encontrar mais detalhes técnicos sobre nosso trabalho lendo alguns de nossos papers e conversando comigo.

Sobre o seu perfil. Não constumamos fazer programação de baixo nível, mas frequentemente precisamos escrever scripts e mergulhar em código de terceiros para entender algo. Portanto, é importante ter perfil técnico (ou bastante interesse em correr atrás) para ser produtivo no trabalho que realizamos.

Sobre orientação. Meu contato com o aluno é frequente. Quando necessário, eu participo em partes da implementação da solução. Portanto, é importante você se sentir confortável com este estilo de trabalho mais "hands on" que "hands off". Uma busca online sobre gerenciamento de projeto hands-on/off vai ajudar a esclarecer, mas o ideal é conversar com (ex-)alunos sobre meu estilo de trabalho.

Sobre impacto. Um trabalho de pesquisa pode gerar impacto de diversas naturezas como, por exemplo, impacto econômico e/ou impacto social. Nosso interesse, entretanto, é alcançar impacto científico. O nosso grupo está interessado em geração de conhecimento que é o espírito da ciência. Em outras palavras, nós temos mais interesse em ciência que suas tecnologias (que poderiam trazer impacto econômico e social). Sugiro ler o Quadrante de Pasteur, de Donald E. Stokes, que discute um pouco sobre as várias faces da ciência. Enfim, nossa meta é avançar a pesquisa em Engenharia de Software. Mais especificamente, avançar a pesquisa em Testes e Análise de programas.

Sobre publicação de papers:

Sobre produtividade. Assim como em qualquer atividade, produtividade é importante em pesquisa. Você deve ficar atento às práticas adotadas por alunos mais antigos no grupo para obter maior produtividade. Alguns exemplos de boas práticas:

Sobre comunicação. Publicação de papers é muito importante na formação (e também na avaliação) de um pesquisador. Mas existem outros componentes que também colaboram na formação de um pesquisador. Destaco comunicação escrita e falada.

Sobre outras atividades. A participação em atividades afins vai ajudar na sua formação a médio e longo prazo. Alguns exemplos:

Lembre-se, entretanto, que pesquisa é nossa atividade principal.

Sobre disciplinas. As disciplinas são importantes para sua formação básica. Mas você vai precisar bem mais do que o conhecimento de sala de aula para realizar sua pesquisa. Se você estiver colocando muito tempo em disciplinas, certamente há um problema. Neste caso, provavelmente o mestrado profissional ou outro tipo de reciclagem é a opção mais adequada para você. Por sinal, existem vários cursos online gratuitos excelentes. Decida as disciplinas em conjunto comigo para equilibrar seu interesse, sua necessidade (dentro da pesquisa que está realizando), e sua carga de trabalho.

Sobre horário e local de trabalho. Você pode fazer seu horário e escolher o local onde se sente melhor para trabalhar. Entretanto, é muito importante estar ciente dos pontos abaixo:

Sobre equipamentos. Não hesite em me avisar que precisa de um equipamento novo ou que seu equipamento precisa de algum tipo de atualização ou manutenção.

Sobre disponibilidade. Mesmo que você esteja imerso em uma atividade planejada, não desapareça do radar, por favor. Em particular, eu encorajo ficar online no gtalk sempre que possível para facilitar nosso contato. Sinta-se à vontade para solicitar meu telefone e ligar para mim sempre que achar necessário.

Sobre reuniões de grupo. Nossas reuniões são importantes. Nessas reuniões você terá chance de explicar o que está fazendo para o grupo e criticar o trabalho dos seus colegas. Participe ativamente das reuniões e caso não possa participar de um dos encontros faça o possível para nos avisar com antecedência. Perceba que nosso grupo é *intencionalmente* pequeno; portanto, a falta de um membro faz bastante diferença na dinâmica da reunião.

Sobre o seu projeto de pesquisa (principalmente para doutorado):

Quando iniciar suas atividades...




-Marcelo